Juma Opera - Manaus

É diante desse cartão-postal que o Juma Opera se apresenta.

Com a exclusividade de um hotel-boutique de alto padrão e ocupando casarões históricos, dispõe de 41 acomodações espaçosas, restaurante dedicado à cozinha regional e internacional, academia e rooftop com piscina.

Rooftop com piscina

Recepção

Lobby Bar

Suíte Ópera

Suíte Ópera

Ópera Restaurante

Ópera Restaurante

As principais atrações

A variedade de atrações encontradas na cidade de Manaus faz dela um dos principais destinos turísticos do Brasil.

O Teatro Amazonas, símbolo máximo do período da borracha, é revestido de muita riqueza e foi inaugurado em 1896, para apresentação de peças e óperas europeias que vinham para deliciar os barões da borracha. Nele, Carlos Gomes encarnou “O Guarani” e Enrico Caruso entoou “La Traviata”. A construção é simplesmente encantadora seja por fora, seja por dentro, com sua a fachada neoclássica pintada de um tom de rosa. Já a cúpula é feita por 36 mil escamas de cerâmica nas cores da bandeira brasileira. No interior, podemos ver uma grande quantidade de ferro inglês e de mármore português e italiano. A sala de espetáculos, possui capacidade para 700 pessoas e é decorada com lustres vindos de Veneza. No mês de maio, é cenário do Festival Amazonas de Ópera. Caso não tenha espetáculos durante a sua visita, vale a pena fazer uma visita guiada, que é um mergulho na história mais do que centenária do teatro.

Localizado junto ao porto, o Mercado Municipal Adolpho Lisboa é o local ideal para encontrar tudo sobre artesanato, cheiros e sabores da Amazônia. O mercado se encontra em um belo prédio, construído no século XIX, e é uma cópia em ferro e vitrais coloridos do Les Halles de Paris.

O Palácio Rio Negro apresenta uma fachada externa fantástica, mais enfeitada ainda pelo parque Jefferson Péres, que o contorna. O Palácio, antiga sede do governo, foi construído em 1917 por um barão da borracha.

O Palacete Provincial, construído em 1874, é um belo prédio localizado no centro da cidade que abriga diversos atrativos diferentes. Nele se concentram: a Pinacoteca do Estado, o Museu da Imagem e do Som, o Museu Tiradentes, o Museu da Arqueologia e o Museu de Numismática, com uma grande coleção de moedas.

A Igreja de São Sebastião está próxima ao Teatro Amazonas e é um local pitoresco, que salta aos olhos pela decoração interna. A igreja data de 1888 e possui grande variedade de estilos. É um lugar legal para conhecer, especialmente para pessoas religiosas.

O Bosque da Ciência é gerido pelo INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA. Fica numa área de aproximadamente 13 hectares e foi projetado desenvolver o programa de difusão científica e de educação ambiental do INPA, ao mesmo tempo preservando os aspectos da biodiversidade existente no local. Lá é possível encontrar o peixe-boi, mamífero aquático ameaçado de extinção.

O Zoo do CIGS (Centro de Instrução de Guerra na Selva) desenvolve um trabalho veterinário impressionante, tratando os animais feridos ou doentes encontrados na mata para, depois de tratá-los, devolvê-los a seu habitat natural.

O Porto de Manaus é considerado o maior porto flutuante do mundo, construído em cais flutuante, que acompanha o sobe e desce do nível das águas do rio Negro. Sua estrutura é composta de várias rampas e passarelas que permite receber a grande quantidade de barcos e navios de qualquer tamanho, que fazem o transporte de passageiros e de mercadorias de Manaus. No porto se concentra uma grande quantidade de barcos que fazem o transporte regional pelos rios da Amazônia. O local é bem movimentado, meio caótico, mas bem interessante.

Ponta Negra é a praia mais conhecida de Manaus, localizada a 13km do centro da cidade. Com uma boa faixa de areia é a preferida dos manauaras. Limpa, é possível também praticar diversos esportes, sobretudo nas quartas e domingos com a faixa liberada. Localizada há 13 quilômetros do centro da cidade, a chegada é muito facilitada. Seja de táxi ou mesmo de transporte coletivo.